SAIR
 
AXNews
Newsletter Aluísio Xavier
 
   
Tribunal de Justiça do Estado de Goiás - 11/02/2011 | DIREITO TRIBUTÁRIO
TJGO - Juiz reconhece depósito judicial para suspensão de exigibilidade de crédito não tributário
AUMENTAR A LETRA DIMINUIR A LETRA
O juiz da 3ª Vara da Fazenda Pública Estadual de Goiânia, Eduardo Perez Oliveira, concedeu ao banco Cruzeiro do Sul S.A. o direito de realizar depósito judicial com a finalidade de suspender a exigibilidade de crédito não tributário devido ao Governo do Estado de Goiás. O objetivo da medida é evitar a inscrição da instituição financeira na dívida ativa até que o mérito da ação inicial seja julgado.



A dívida do banco com o Estado tem origem em multa aplicada pelo Procon e, de acordo com o juiz, embora não seja entendida como tributo, deverá ser cobrada pelo mesmo rito previsto na Lei nº 6.830/80 (Lei de Execuções Fiscais - LEF) e por isso permite a aplicação do Código Tributário Nacional (CTN). O artigo 151 do CTN especifica que a suspensão de exigibilidade de crédito é possível, em razão de depósito judicial, quando o crédito em questão é de origem tributária. A LEF, por sua vez, pontua que “constitui dívida ativa da Fazenda Pública aquela definida como tributária ou não tributária”.



Ao justificar sua decisão, o magistrado citou jurisprudências a respeito do assunto praticadas pelo próprio TJGO e pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). Eduardo entendeu que a concessão da tutela antecipatória (aceitação do depósito judicial) não implica prejuízo para nenhuma das partes, uma vez que não interfere na tramitação da ação inicial. “Destaco que a inscrição do nome da autora na dívida ativa é passível de causar-lhe prejuízo em suas atividades econômicas, legitimando a urgência da tutela pleiteada”, alegou o magistrado.



Ao deferir a tutela antecipatória para suspender a exigibilidade da multa em discussão, aplicada pelo Procon, o juiz da 3ª Vara condicionou a concessão à comprovação do depósito do montante integral em conta remunerada à disposição do juízo, no prazo de cinco dias a contar da data da decisão. Eduardo ainda deixou claro que a quantia deverá ser acrescida de todos os consectários legais e demais verbas incidentes.
 
 
   

MAIS NOTÍCIAS RELACIONADAS

Associação Paulista de Estudos Tributários - 21/02/2011
Novo imposto para saúde divide opiniões
Associação Paulista de Estudos Tributários - 21/02/2011
Confederação de metalúrgicos questiona concessão de benefícios fiscais na Bahia
Supremo Tribunal Federal - 21/02/2011
STF – Venda de salvados por seguradoras não está sujeita ao ICMS
- Jornal do Comércio - RS - 22/02/2011
Receita Federal criará Centro de Riscos Aduaneiros
Diário do Comércio - SP - 18/02/2011
Governo reduz imposto de importação para 417 itens
Câmara dos Deputados Federais - 18/02/2011
Projeto reduz carga tributária sobre reforma de pneus
Câmara dos Deputados Federais - 18/02/2011
Proposta estabelece correção automática da tabela do IR
IOB News - 18/02/2011
Conduta revestida de boa-fé afasta pena de perdimento de mercadoria importada
IOB News - 18/02/2011
Empresa não pode ser prejudicada pela demora na análise de seu pedido de revisão do parcelamento do débito
Superior Tribunal de Justiça - 18/02/2011
Precatório oferecido à penhora pode ser recusado pelo fisco
SECOM-MT - 14/02/2011
Estados do Nordeste se unem a MT por divisão do ICMS sobre vendas pela internet
Associação Paulista de Estudos Tributários - 14/2/2011
Não deve incidir contribuição previdenciária sobre os valores pagos a título de participação nos lucros e resultados
Associação Paulista de Estudos Tributários - 14/2/2011
Entre março e junho contribuinte deve negociar Refis
STF - 14/02/2011
Extinta punibilidade de José Tatico em ação por sonegação fiscal
Tribunal Superior do Trabalho - 10/02/2011
TST - Turma decide sobre isenção de IR em verbas rescisórias
Ordem dos Advogados do Brasil - 10/02/2011
OAB - Presidente da OAB diz que cobrança do ICMS é guerra entre Estados
Superior Tribunal de Justiça - 10/02/2011
STJ - Redução de ICMS na saída não permite crédito integral na entrada de mercadorias
Supremo Tribunal Federal - 10/02/2011
STF – Metalúrgicos questionam benefícios fiscais à importação de produtos siderúrgicos no MS
Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região - 11/02/2011
TRT14 - Receita altera IR sobre ações trabalhistas e atrasados do INSS
Tribunal de Justiça do Estado de Goiás - 11/02/2011
TJGO - Juiz reconhece depósito judicial para suspensão de exigibilidade de crédito não tributário