SAIR
 
AXNews
Newsletter Aluísio Xavier
 
   
Jornal do Commercio - AM - 09/02/2011 | TELECOM
Vendas coletivas viram ferramenta de fidelização
AUMENTAR A LETRA DIMINUIR A LETRA
Os sites de compras coletivas se tornaram uma boa alternativa para conquistar e fidelizar novos clientes.

Por Walter Mendes

Os sites de compras coletivas se tornaram uma boa alternativa para conquistar e fidelizar novos clientes. Administradores de sites especializados e donos de estabelecimentos comerciais comemoram o crescimento do setor em Manaus. Os portais funcionam como lojas de atacado pela internet, onde é feito um cadastro para cada usuário que compra a mesma oferta com descontos que variam entre 50% a 90%.
Segundo o proprietário do site Mundo do Cupom, Eduardo Izel, o segredo do sucesso desses sites está em procurar fazer novos parceiros comerciais e, promover a divulgação da marca dessas empresas com responsabilidade. “Procurar fazer parcerias com empresários comprometidos em prestar bons serviços e que tenham como meta dar qualidade aos produtos oferecidos aos internautas, esses requisitos tem sido os esteios principais para o crescimento desse segmento na cidade. Promover e divulgar as empresas, que por sua vez terão a oportunidade de conquistar visibilidade e consequentemente, novos clientes”, informou.
Izel explicou como são anunciadas as promoções do site. “Enviamos 20 mil e-mails diários para as pessoas cadastradas, as promoções são anunciadas com uma cota mínima de vendas para ser ativada. Assim, os clientes ao consultarem seus e-mails, se deparam com as ofertas, esses clientes repassam (falam) para amigos e todos compram o mesmo item pelo portal, transformando o processo de comunicação em uma rápida divulgação boca a boca, sendo que a cada três dias as pessoas cadastradas recebem uma oferta nova. Dentro dessas indicações, as pessoas costumam passar as experiências que já tiveram com o portal de compras coletivas”, explicou.
O mercado de vendas coletivas em Manaus cresceu muito, algo em torno de 150% em 2010 com relação a 2011, somos o terceiro maior mercado, perdemos somente para o Rio de Janeiro (RJ) e Recife (PE) foi o que relatou o representante do site Mega Ofertas em Manaus, Daniel Geogtteniauer. Ele disse ainda que para disponibilizar bons serviços e produtos, é necessário que se faça primeiramente um trabalho de conscientização. “Trabalhamos com diversos segmentos, com destaque para o setor de estética, fazemos um estudo de viabilidade e, se for vantajoso, instruímos nossos clientes a participarem das promoções.”, alertou.
O representante destacou as parcerias como sendo um processo que visa atrair novos clientes através da propaganda veiculada no site. “A ideia é conscientizar empresários dos diversos setores que esse modelo de negócio torna a empresa mais conhecida e frequentada, dando a ele a oportunidade da fidelização dos clientes. O modelo mais utilizado principalmente pelos sites mais bem estruturados, são os que dividem o lucro 50% para a empresa e 50% para o site”.

O proprietário da Amazon Pizza Cone, Fabio Souza, disse serem vantajosas as parcerias com os sites especializados. “Tivemos crescimento de 30% em nossas vendas, foi um grande retorno, pois nos tornamos conhecidos. Mesmo com o lucro sendo muito relativo, temos a oportunidade de oferecer aos novos clientes, produtos e serviços e, quando uma empresa oferece qualidade, o cliente retorna. A propaganda é o grande diferencial desse negócio”, destacou Souza.
O empresário Roberdan de Souza, proprietário da clinica Studio C4, concorda com as vantagens que esse tipo de negócio possa trazer as empresas. “Em 24 horas tivemos 270 cupons vendidos, isso é uma prova de que esse tipo de negócio funciona. A vantagem é repartida entre o site, o estabelecimento e o consumidor que usufrui de produtos e serviços mais em conta do que no mercado tradicional”, enfatizou Souza.
Para a professora, Viviane do Nascimento, os sites só vieram acrescentar. "Já frequentava um restaurante de comida japonesa, comprei um cupom no site pelo restaurante e pelo valor, que era atrativo. E mesmo depois, sem o cupom, já retornei diversas vezes ao estabelecimento, simplesmente pela preferência", afirmou.
 
 
   

MAIS NOTÍCIAS RELACIONADAS

IDG Now! - SP - 17/02/2011
Como serão as comunicações baseadas em cloud em 2020?
IDG Now! - SP - 17/02/2011
Motorola desmente boatos e confirma preço de 600 dólares para tablet Xoom
IDG Now! - SP - 18/02/2011
Chat do novo Facebook Messenger para iPhone inclui VoIP
IDG Now! - SP - 22/02/2011
Microsoft libera primeira atualização para o Windows Phone 7
IDG Now! - SP - 22/02/2011
TIM lança SMS ilimitado a 50 centavos por dia
Varejista - 21/02/2011
Estudo aponta que o uso de smartphones por consumidores que buscam descontos é tendência
Valor On Line - 22/02/2011
Banda larga atinge 36,1 milhões de acessos no Brasil em janeiro
Gazeta do Povo - PR - 22/02/2011
Fundos de private equity vão participar de um terço dos IPOs
Valor Econômico - SP - 22/02/2011
Após dois anos, TIM conclui reestruturação
Gazeta do Povo - PR - 18/02/2011
Conar suspende peças da TIM
IDG Now! - SP - 18/02/2011
Parceria com Microsoft pode prejudicar Nokia em mercados emergentes
O Estado de S. Paulo - SP - 15/02/2011
Porto Seguro será a 1ª operadora virtual de celular
Info Online - 11/02/2011
Googleokê põe robô para cantar sucessos
Info Online - 11/02/2011
Nokia e MS anunciam novo ecossistema móvel
Exame.com - 09/02/2011
TVs por assinatura também querem participar do plano de banda larga
Correio Braziliense - DF - 11/02/2011
Anatel vai leiloar espaços em satélites para serviços de telecomunicações
Exame.com - 09/02/2011
Número de internautas brasileiros cresce 20% em 2010
Brasil Econômico - SP - 09/02/2011
Cresce ameaça de invasão a celulares inteligentes, diz pesquisa da McAfee
Jornal do Commercio - AM - 09/02/2011
Vendas coletivas viram ferramenta de fidelização
Jornal da Tarde - SP - 09/02/2011
Social Media Week' discute mídias sociais