SAIR
 
AXNews
Newsletter Aluísio Xavier
 
   
Revista Exame on-line - SP - 18/02/2011 | VAREJO
Renner terá 33 novas lojas em 2011
AUMENTAR A LETRA DIMINUIR A LETRA
Renner terá 33 novas lojas em 2011
Rede investirá em modelos compactos e pilotos exclusivos com marca própria

Renner: investimento em lojas compactas e com marca própria
São Paulo - A rede varejista Renner encerrou 2010 com 134 lojas -- 14 unidades a mais do que no ano anterior. Porém, a quantidade ainda está distante do ideal para a empresa. Neste ano, a rede gaúcha terá mais 33 novas lojas entre modelos compactos – o principal investimento da empresa --, lojas tradicionais, além do piloto com a marca própria Blue Steel.
O valor destinado a esses investimentos não foi divulgado. A posição de caixa, no entanto, totalizou 683,7 milhões de reais no ano passado. Os investimentos durante 2010 somaram 160,3 milhões de reais, contra 69,1 milhões de reais no ano anterior. A parcela das lojas compactas correspondente ao faturamento total ainda não foi calculada pela empresa por não terem completado um ano em funcionamento.

"Os novos consumidores estão vendo a Renner como uma oportunidade para compras no varejo", afirmou em teleconferência José Galló, presidente da empresa, sobre o crescimento econômico do país, que permitirá um aumento no consumo de novas camadas da sociedade.

Só no primeiro semestre serão inauguradas dez unidades espalhadas pelo país: cinco no formato tradicional, quatro compactas e uma com a marca Blue Steel (em março, no Shopping Metrô Tatuapé, em São Paulo). A rede tem 18 marcas próprias e pretende continuar investindo nesse modelo, caso o piloto com a Blue Steel, focada num público mais jovem, tenha bons resultados.

Sobre a diferença entre modelos compactos e tradicionais, Galló explica: "um público mais jovem, por exemplo, pode frequentar menos uma loja de departamento, mas ser atraído por um modelo diferente. Assim poderemos ter grandes lojas ou compactas em shoppings".

Além da maciça inauguração de novos pontos de venda, a Renner quer voltar a investir em segmentos ramo em que deixou de atuar há quase dez anos: decoração e cama, mesa e banho. “Ainda não temos planos específicos, mas queremos voltar a ter produtos nessas áreas”, diz Galló. Hoje a Renner atua em vestuário, perfumaria, calçados, bolsas e cintos.
 
 
   

MAIS NOTÍCIAS RELACIONADAS

Correio Braziliense Online - 22/02/2011
Varejo e bancos poderão vender telefones e planos móveis com marca próprias
Varejista - 22/02/2011
FGV e Walmart abrem inscrições para 2º Curso de sustentabilidade
Superior Tribunal de Justiça - 21/02/2011
STJ - Garrafas de cachaça com marca em relevo continuam no mercado
Varejista - 22/02/2011
OMO oferece curso de capacitação para domésticas
Diário Catarinense - SC - 22/02/2011
Siemens vai instalar montadora no Estado
Adnews - SP - 22/02/2011
Batavo lança a maior promoção de sua história
Jornal do Commercio - RJ - 22/02/2011
Inmetro e Fiat assinam protocolo para desenvolver tecnologias
Folha de Pernambuco - PE - 18/02/2011
Magazine Luiza prospecta mercado local
Revista Executivos Financeiros - SP - 18/02/2011
Fecomércio aponta que o poder de compra subiu 1,3% com o novo mínimo
Revista Exame on-line - SP - 18/02/2011
Renner terá 33 novas lojas em 2011
Jornal do Comércio - RS - 14/02/2011
Liquida cresceu mais de 1.000% em 15 anos
Zero Hora - RS - 11/02/2011
União garante 55% a mais pelo litro do leite
O Estado de Minas - MG - 11/02/2011
Bife será artigo de luxo, avisa produtor
Correio do Povo - RS - 11/02/2011
Para lojistas, Liquida já é o ''segundo'' Natal
Jornal da Tarde - SP - 11/02/2011
Brasil deverá ser 2º mercado da Renault
Exame.com - 09/02/2011
HP anuncia dois novos smartphones e um tablet similar ao iPad
Meio e Mensagem on-line - SP - 09/02/2011
Marcas investem em jogo amistoso do Brasil
Clube de Criação São Paulo - SP - 09/02/2011
Danone quer comprar Minalba
Correio Braziliense - DF - 07/02/2011
Páscoa deve abrir 70 mil vagas no país Lojas
A Crítica - AM - 14/02/2011
Manaus perde fábrica de embalagens