SAIR
 
AXNews
Newsletter Aluísio Xavier
 
   
Revista Executivos Financeiros - SP - 18/02/2011 | VAREJO
Fecomércio aponta que o poder de compra subiu 1,3% com o novo mínimo
AUMENTAR A LETRA DIMINUIR A LETRA
O novo salário mínimo votado ontem (16) de R$ 545 aumenta o poder de compra do trabalhador em 1,3%, segundo dados da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomércio).

Esse valor acima da inflaçao acumulada, representa uma injeção mensal de R$ 1,1 bilhão na economia nacional. “Isto é significativo na elevação da capacidade de consumo das famílias de baixa renda”, afirma o presidente da Fecomercio, Abram Szajman. O líder empresarial lembra que a iniciativa privada adota pisos salariais mais elevados do que o aprovado pelo Congresso.

Quanto ao valor sobre as contas do governo, a Fecomercio pondera que, se por um lado, o aumento de R$ 8,5 bilhões por ano no gasto público impacta as constas da Previdência, por outro, o aumento do consumo irá ampliar o volume de arrecadação. “O valor arrecadado não cobre o valor gasto, mas o aquecimento da economia interna é um fator que precisa ser considerado”, afirma Szajman.

Para a iniciativa privada, os efeitos desse aumento são mais suaves. Se considerados 13 salários anuais para os cerca de 12 milhões de trabalhadores formais que recebem somente o salário mínimo, o montante ronda os R$ 5,5 bilhões. Uma quantia que não é desprezível, mas que em relação ao total de consumo das famílias representa somente 0,65%.

Por fim, a Fecomercio reafirma ser contra a indexação automática do salário mínimo. “É impensável que o governo mantenha uma regra fixa para o reajuste do salário mínimo. A indexação de qualquer natureza é um resquício de uma era de inflação em descontrole”, comenta Szajman. “A elevação do poder de compra, portanto, é positiva, já que não compromete o crescimento sustentável ou o controle da inflação no longo prazo”, conclui.
 
 
   

MAIS NOTÍCIAS RELACIONADAS

Correio Braziliense Online - 22/02/2011
Varejo e bancos poderão vender telefones e planos móveis com marca próprias
Varejista - 22/02/2011
FGV e Walmart abrem inscrições para 2º Curso de sustentabilidade
Superior Tribunal de Justiça - 21/02/2011
STJ - Garrafas de cachaça com marca em relevo continuam no mercado
Varejista - 22/02/2011
OMO oferece curso de capacitação para domésticas
Diário Catarinense - SC - 22/02/2011
Siemens vai instalar montadora no Estado
Adnews - SP - 22/02/2011
Batavo lança a maior promoção de sua história
Jornal do Commercio - RJ - 22/02/2011
Inmetro e Fiat assinam protocolo para desenvolver tecnologias
Folha de Pernambuco - PE - 18/02/2011
Magazine Luiza prospecta mercado local
Revista Executivos Financeiros - SP - 18/02/2011
Fecomércio aponta que o poder de compra subiu 1,3% com o novo mínimo
Revista Exame on-line - SP - 18/02/2011
Renner terá 33 novas lojas em 2011
Jornal do Comércio - RS - 14/02/2011
Liquida cresceu mais de 1.000% em 15 anos
Zero Hora - RS - 11/02/2011
União garante 55% a mais pelo litro do leite
O Estado de Minas - MG - 11/02/2011
Bife será artigo de luxo, avisa produtor
Correio do Povo - RS - 11/02/2011
Para lojistas, Liquida já é o ''segundo'' Natal
Jornal da Tarde - SP - 11/02/2011
Brasil deverá ser 2º mercado da Renault
Exame.com - 09/02/2011
HP anuncia dois novos smartphones e um tablet similar ao iPad
Meio e Mensagem on-line - SP - 09/02/2011
Marcas investem em jogo amistoso do Brasil
Clube de Criação São Paulo - SP - 09/02/2011
Danone quer comprar Minalba
Correio Braziliense - DF - 07/02/2011
Páscoa deve abrir 70 mil vagas no país Lojas
A Crítica - AM - 14/02/2011
Manaus perde fábrica de embalagens