SAIR
 
AXNews
Newsletter Aluísio Xavier
 
   
InfoMoney - 17/02/2011 | IMOBILIÁRIO
Preço de apartamentos usados sobe 1,8% em janeiro no Brasil
AUMENTAR A LETRA DIMINUIR A LETRA
SÃO PAULO – O preço de venda de apartamentos usados subiu 1,8% em janeiro no Brasil, revelou um novo indicador elaborado pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisa Econômica) e pela Zap Imóveis, que trata de unidades anunciadas e residenciais. A taxa registrada em janeiro foi inferior à de dezembro, de 2,1%.
No primeiro mês do ano, os preços subiram mais no Rio de Janeiro (+2,8%) e em Belo Horizonte (+2,2%). São Paulo apresentou uma alta de 1,7%, enquanto em Fortaleza houve queda de 0,4%. Recife teve uma variação de 0,8%, a mesma do Distrito Federal, enquanto Salvador teve um leve aumento de 0,3% nos preços dos apartamentos usados anunciados no mês de janeiro.
Em 12 meses, os dados estão disponíveis apenas para Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte, que apresentaram altas de 40,5%, 24% e 16,6%, respectivamente. Já no período de três anos, os dados estão disponíveis para Rio de Janeiro e São Paulo, que tiveram altas de 94,7% e 79,2%, na ordem.
Número de dormitórios
O indicador ainda acompanha o preço segundo o número de dormitórios. Em janeiro, a maior valorização foi nos imóveis de dois e de quatro dormitórios, com alta de 1,9%, seguidos pelos de três dormitórios (1,8%) e pelos de um dormitório (1,5%).
Desde janeiro de 2008, em São Paulo, os apartamentos com um e dois dormitórios apresentaram variação de 88%, os de três dormitórios apresentaram alta de 72%, enquanto os de quatro ou mais dormitórios variaram 56%.
No Rio de Janeiro, por sua vez, os apartamentos de um dormitório mais que dobraram de preço (105%). Os de dois dormitórios subiram 95%, enquanto os de três quartos tiveram variação de 91% e os de quatro quartos, de 75%.
Preço médio
O preço médio do metro quadrado foi maior no Distrito Federal, de R$ 7.004 no primeiro mês do ano, conforme a tabela a seguir:
Preço médio anunciado do metro quadrado
Local Janeiro 2011
Distrito Federal R$ 7.004
Rio de Janeiro R$ 5.655
São Paulo R$ 4.858
Belo Horizonte R$ 3.847
Recife R$ 3.596
Fortaleza R$ 3.581
Salvador R$ 3.323

Aluguel
Em janeiro deste ano, a taxa de aluguel (razão entre o preço do metro quadrado de locação e de venda) foi de 0,58% em São Paulo e de 0,45% no Rio de Janeiro.
Há um ano, esses valores eram de 0,62% e 0,49% para São Paulo e Rio. Já em janeiro de 2008, os valores eram de 0,71% e 0,54%, na ordem.
 
 
   

MAIS NOTÍCIAS RELACIONADAS

Folha de São Paulo - 20/02/2011
Gesso resolve tudo
Folha de São Paulo - 20/02/2011
"Pacificação" aumenta o valor dos imóveis
Agência Estado - 17/02/2011
CEF inicia retomada de imóveis de programa na BA
Canal Executivo - 17/02/2011
Imóveis de dois quartos representaram mais da metade das vendas de dezembro em São Paulo
Canal Executivo - 17/02/2011
Venda de imóveis na cidade de São Paulo cresceu 51,7% em dezembro
InfoMoney - 17/02/2011
Preço de apartamentos usados sobe 1,8% em janeiro no Brasil
InfoMoney - 17/02/2011
Ano de 2010 foi de recuperação de lançamentos de imóveis residenciais
Reuters - 17/02/2011
Índice da Fipe aponta maior alta de preços de imóveis no Rio
Folha.com - 17/02/2011
Lançamento de imóveis cresce 18% em SP em 2010, aponta Secovi
Agência EFE - 16/02/2011
Ritmo de construção de casas nos EUA cresce 14,6% em janeiro
InfoMoney - 16/02/2011
Valor médio da cota de consórcios de imóveis cresce 14% em 2010
Folha.com - 11/02/2011
Construção civil espera crescer mais que o PIB em 2011
InfoMoney - 11/02/2011
Minha Casa, Minha Vida: SindusCon pede aumento do valor limite por unidade
Folha.com - 10/02/2011
Trabalhadores da construção civil fazem greve na Bahia
InfoMoney - 14/02/2011
Lançamentos e vendas de imóveis de luxo devem ficar estáveis em 2011
InfoMoney - 14/02/2011
SP: imóveis econômicos representam até 57% dos lançamentos no interior
InfoMoney - 14/02/2011
Preços de imóveis atingiram pico em 2010, diz Secovi-SP
Valor Online - 11/02/2011
Novo índice pode ajudar a identificar bolha imobiliária, diz FGV
Reuters - 11/02/2011
Índice da FGV aponta alta de 33,5% em imóveis comerciais em 2010
InfoMoney - 11/02/2011
Imóveis comerciais renderam 738% desde 2000, revela novo índice